ILUMINAÇÃO – ÍNDICE DE REPRODUÇÃO DE COR (ICR).

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Descubra tudo sobre iluminação

Olá, lighting apaixonados!!! O tema de hoje gera muita discussão, pois as pessoas têm concepções pré-concebidas sobre iluminação para situações em que se deseja alta reprodução das cores, como salões de beleza, camarins, ateliês de pintura, etc…

Você já ouviu falar que luz amarela é melhor para maquiagem? Ou que se deve colocar uma luz branca junto à uma luz amarela para este tipo de situação? Pois você não é o primeiro, mas estas concepções estão erradas!

O que mede a melhor ou pior representação das cores em iluminação é um índice denominado IRC, que é mensurado em números de 1 a 100. A iluminação artificial procura na maioria das vezes reproduzir as características da luz solar, que é a mais perfeita que possuímos como parâmetro. O IRC da luz do sol é de 100.

E a cor da luz? Deve ser branca ou amarela?

Isto realmente não importa! O que importa tecnicamente quando se precisa de uma excelente reprodução de cores é o IRC! Não acredita? Então, se você acredita que luz amarela é melhor para reprodução de cores, veja o exemplo abaixo:

Fonte: Prefeitura Londrina

Esta é uma iluminação feita por lâmpadas de descarga tipo Vapor de Sódio. Esta fonte luminosa possui IRC de 30 e a luz bem amarelada. Imagine que a cada 100 cores, ela só reproduza 30 do total possível. O resultado será significativamente comprometido, não?

Algo semelhante acontece com as lâmpadas de Vapor de mercúrio, mas desta vez uma fonte que possui a luz bem branca, quase azulada. Esta fonte possui IRC de 55. Também não é uma reprodução que atenda às expectativas de quem tem por objetivo reproduzir bem as cores:

Mas então, quais fontes de iluminação tem IRC maior?

Na lista abaixo temos o IRC médio das fontes de iluminação tradicionais:

Incandescente: IRC100

Halógena: IRC 100

Fluorescente: IRC de 60 à 85

Vapor de sódio: IRC 30

Vapor de Mercúrio: IRC 55

Vapor metálico: IRC de 80 à 95

LEDs: IRC de 60 à 94

Então qual usar?

É importante conhecer o IRC das lâmpadas convencionais, sem dúvida! Acontece que os LEDs vêm dominando o mercado e hoje possuímos produtos em LED com IRC desde 60 até 94. Considerando sua eficiência com relação às lâmpadas incandescentes e halógenas, definitivamente são a melhor opção quando a intenção é uma boa reprodução das cores… Onde encontro esta informação? Como saber se a fonte de luz tem um bom IRC?

Nos catálogos, sites e data sheets dos fabricantes mais idôneos costuma sempre haver indicado o IRC daquela fonte luminosa, mas você também pode manter contato com a marca para solicitar um suporte técnico para indicação de uma peça com o IRC maior.

Então é isso, pessoal! Espero que tenham gostado do assunto de hoje e aguardo comentários, dúvidas, sugestões e pedidos de assuntos para abordarmos por aqui!

Grande abraço e até a próxima!

Marina

Marina

Deixe seu comentário

Assine para receber novidades

Rolar para cima