QUAL ILUMINAÇÃO USAR EM RASGOS E SANCAS? – RASGOS E SANCAS: FITAS LED OU LÂMPADAS?

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Descubra tudo sobre iluminação

Olá, lighting apaixonados!!! Uma pergunta que sempre recebo é: Marina, vale mais à pena colocar fita LED ou lâmpada nos rasgos e sancas? Dá o mesmo efeito? Você que já conhece minhas manias, sabe que não gosto de dar o peixe e sim ensinar a pescar! Então vamos avaliar e chegar juntos à conclusão!

A primeira preocupação de quem ainda se sente inseguro em usar as fitas LED em sancas é se a fita vai dar a mesma quantidade de luz que a lâmpada. Como saber isso? Em nosso último post falamos sobre como medir a quantidade de luz de uma fonte luminosa. Então já sabemos que a luz emitida por este tipo de fonte é o fluxo luminoso medido em lúmens!

 

Agora vamos avaliar o fluxo luminoso e comparar com a potência consumida de dois tipos de lâmpadas fluorescentes e dois tipos de fitas LED:

 

Podemos perceber que as lâmpadas fluorescentes T8 e as fitas LED tensão de rede (ou as chamadas mangueiras de LED) consomem muito mais energia e oferecem um pacote de luz muito menor. Então comparando a lâmpada T5 com a fita LED 12v que são (por pouco tempo pois a evolução não para) as mais eficientes para este uso na atualidade, podemos perceber que consomem quase o mesmo tanto e emitem mais ou menos a mesma quantidade de luz.

 

A fluorescente ainda tem uma vantagem, que é a de ser mais curta. Então como ela tem aproximadamente 60 centímetros de comprimento, oferece 1350 lúmens com este tamanho sendo que a fita distribui 1300 lúmens por cada metro.

 

Mesmo assim, minha preferência é sempre pela fita. Explico porquê:

A fita LED emite luz em apenas uma direção enquanto a tubular tem uma perda luminosa maior por emitir luz em todas as direções; As lâmpadas tubulares são rígidas e não permitem curvas, ou maiores desenhos no recorte iluminado, além de ter seu comprimento limitado. Já as fitas podem acompanhar desenhos, fazer curvas ser cortadas no comprimento exato necessário;As lâmpadas precisam ser sobrepostas em suas bases para evitar sombras e na manutenção, muitas vezes quando uma só lâmpada queima fica queimada por um bom tempo, dando aquela impressão de “banguela”, enquanto a fita LED não queima, perde fluxo e se apagar a manutenção será apenas no driver; Ainda na manutenção, não é incomum vermos na substituição a lâmpada substituída ser de temperatura de cor diferente das demais, comprometendo completamente o resultado do conjunto estético.

 

Como eu disse, vamos pensar juntos. Depois desta avaliação, qual a sua opinião? Fica ainda com as lâmpadas ou prefere as fitas LED? Deixe seu comentário para nós e qualquer outro assunto que queira abordar estamos aqui pra isso!

Grande abraço e até a próxima!

Marina

Marina

Deixe seu comentário

Assine para receber novidades

Rolar para cima